O que é?

É um sistema de produção de base ecológica, que recorre ao uso de boas práticas agrícolas com vista à manutenção e melhoria da fertilidade do solo, ao equilíbrio e à diversidade do ecossistema agrícola, promovendo a qualidade ambiental, o bem-estar animal e a saúde humana. Para o efeito, utiliza métodos culturais, biológicos e mecânicos, sempre que possível, em detrimento de materiais sintéticos, e não emprega adubos nem pesticidas químicos de síntese.

Com uma procura que excede a oferta, refletindo as preocupações crescentes dos consumidores com a qualidade dos alimentos e com a preservação ambiental.

A Agricultura Biológica vem sendo valorizada por ser um modo de produção que visa utilizar os recursos naturais de forma sustentável, e por contribuir para a segurança e qualidade alimentar, sendo consistente com os objetivos de assegurar a todas as pessoas em todos os momentos alimentos adequados do ponto de vista nutritivo e seguros, bem como a conservação e utilização sustentável dos recursos naturais.

Qualidade


Os estudos realizados revelam que os produtos de Agricultura Biológica possuem maiores teores de matéria seca, de minerais e de vitaminas. São mais saborosos e conservam-se melhor.

Testes efetuados em animais revelam uma maior fecundidade e menor susceptibilidade a doenças para os animais alimentados com produtos de agricultura biológica, quando comparados com animais alimentados com produtos convencionais, cultivados com adubos químicos de síntese.

Segurança Alimentar


A Agricultura Biológica não recorre ao uso de pesticidas e fertilizantes de síntese, promotores de crescimento, como antibióticos e hormonas, aditivos e conservantes de síntese, irradiação e organismos geneticamente modificados.

Assim, o aumento da área de Agricultura Biológica não só contribui para reduzir a degradação e poluição ambiental, como contribui para a saúde pública, sendo uma alternativa de produção mais viável, e promovendo a qualidade vida.